quinta-feira, 11 de janeiro de 2007

Saudades

[Ilha do Baleal, 2006, FF]
Onda dedicada a um grande amigo que faria, e para mim ainda faz, 32 anos.
Para ti todo o Sal desta vida.
E como tu próprio dizes, não se pode fugir ao Presente...
E se temos que o viver que seja a rir.

6 comentários:

rui disse...

Olá Estranha Pessoa

Linda imagem, grande onda cheia de vida.
Não se pode fugir, temos que a enfrentar, nem que seja a rir.

Grande abraço
O senhor do mar

Ao Luar disse...

Olá,
fugir é proibido!
"se a vida te não te sorri, volta-a e apalpa-lhe o rabiosque"
Abraço :)

.*.Magia.*. disse...

Estranha e Amigo da Estranha...
Vim juntar-me ao vosso riso.
É um Presente precioso sem dúvida, quando o podemos dar e receber do outro!

Adoro estes meninos, os Scorpions. Fico aqui a escutar, a pensar e a rir convosco...
Posso, não posso?

GANDA onda Ó Estranha...!
Sente-se o Sal!

Hasat ames mar

pensamentos_vagabundos disse...

sim...que seja a rir:)
beijo vagabundo

Olga Correia disse...

Olá Estranha Pessoa!
Um bom ano para ti. E que continue a ser um ano cheio de fantásticos posts como costuma ser. Venho ao teu blog regularmente, quando preciso de uma pausa refrescante, embora não comente (a culpa é do tempo, aquele chato que anda sempre a fugir-nos...).

Concordo com a Magia, sente-se o Sal, e diria até: ouve-se o batimento, sente-se a energia... a força... a vida...

Deixei-te um desafio lá na minha "casa".
Jinho
:)

Noite disse...

Não podemos fugir ao presente, apenas podemos evitar o futuro, porque o passado já e nosso!