quinta-feira, 2 de novembro de 2006

Busca






[Praia da Areia Branca - Lourinhã, 2 de Novembro de 2006, FF]
"Por vezes à noite há um rosto
Que nos olha do fundo de um espelho
E a arte deve ser como esse espelho
Que nos mostra o nosso próprio rosto."
Jorge Borges
Batimentos Cardíacos ao som de David Fonseca & Ana Rita - Hold Still

15 comentários:

rui disse...

Boa noite… Estranha pessoa
Essa tonalidade das fotos também mexe comigo, nem sempre conseguimos captar essa luz. Tens muita sensibilidade para fotografia.
O som está em sintonia com a imagem e a luz.
Quanto ao texto de Jorge Luís Borges, é a cereja no topo do bolo.
Amanhã vejo tudo com mais calma
Até amanhã
Bj
O senhor do mar

Estranha pessoa esta disse...

Eu sou isto.
E para meio entendedor, meia imagem basta!

pensamentos_vagabundos disse...

adorei as fotos....
li e reli as palavras....
beijo vagabundo

.*.Magia.*. disse...

Por isso gosto da noite, consigo ver-me ao espelho, é que durante o dia não tenho nenhum ao meu alcance...é isso, ou quase isso. Para meio entendedor, meia frase basta!!

Agora estou a ter um miocárdio desassistido...que fotos lindas...fartas-te de passear...Areia Branca, Baleal...fins de dia á beira mar...Que rica vidinha!!!!!

Já disse, vou ali á minha irrevência...esta a fazer-me falta. Hoje não estou a acompanhar a calma desta música...preciso de movimento!!!!

SEXTA FEIRAAAAAAAAA!!!!!!!!!!!

Abraço viciado para ti...Estranha fotografa de tigela e meia ;) e mais metade de outra= fotografa de DUAS tigelas...!

Jofre Alves disse...

Faço a ronda, não por imperativos menos concebíveis, mas porque este blogue é duma estética irrepreensível, comprometido com a beleza da vida, a merecer mais e constantes visitas, porque aqui respira-se serenidade, e sinto-me, dum modo agradável, satisfeito, porque a excelência não tem preço, simplesmente, apreço. Bom fim-de-semana.

Teresa Durães disse...

Borges diz por vezes
eu digo sempre
e diz que a arte deve
e eu digo é
porque se não é
não se chama arte


adorei as fotografias!!!!

Louco de Lisboa disse...

Que fotos lindas....

(Ainda estou há espera do meu Miocardio, a modos que transplante...)

"Ah, não estar parado nem a andar,
Não estar deitado nem de pé,
Nem acordado nem a dormir,
Nem aqui nem outro ponto qualquer,
Resolver a equação desta inquietação prolixa,
Saber onde estar para poder estar em toda a parte,
Saber onde deitar-me para estar passeando por todas as ruas..."

Álvaro de campos (F. P.)

Aeteceu-me...

Até outro instante

rui disse...

Estranha pessoa

Continuas na tua busca?
Que busca é essa!?

Boa noite

o senhor do mar...:)

Estranha pessoa esta disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
.*.Magia.*. disse...

Olá Estranha

Vim-te "buscar" mas não estás...

Saio "desbuscada" e "destranhada" que é como quem diz: Sozinha!

Vou para o meu silêncio!
Hoje está aqui um barulho que não se pode ;)

Estranho...

visceral disse...

deixo esse ar fundo e fecundo a corroer-me de sal a imaginação ao rubro.

por entre a brisa que corre,
o teu cheiro.

e o beijo.

rui disse...

Volta...Estranha pessoa
Não é preciso procurar tudo num só dia...

o senhor do mar
bj

Estranha pessoa esta disse...

Eu hoje estou... como direi... estou completamente e contra todas as probabilidades.. num desenfriamento tal, que vai haver trovoada. Seja ela qual for.

Por hoje é isto!
Amanhã não sei.

Um abraço grande e desenfriado para todos os miocárdios que aqui vagueiam.
Gosto de vocês.
E não digo isto muitas vezes.
E agora vou embora.. que estou de modos que lamechas.


FUI

arritmico-mano disse...

já vieste?

Olga Correia disse...

Adorei as fotos. E o blog ;)
:)