sábado, 23 de junho de 2007

Ajustes

[México, Março de 2007, FF]

O pessimista queixa-se do vento,

o optimista espera que ele mude

e o realista ajusta as velas.


Willian George Ward

8 comentários:

sou eu a magia, não me apetece fazer login disse...

Só tenho isto a dizer:

(É)justes...

Agora vou descodificar isto que te disse!

Só me dás trabalho!

Dasseeee!!!!!

joão marinheiro disse...

Concordo plenamente, faina de velas que o vento est� de fei�o...

Branca disse...

E tu o que fazes?
Eu, às vezes, queixo-me,
outras espero que mude,
outras tantas ajusto as velas...

Mas, não fico por aqui!
Outras ignoro-o,
outras esqueço-o,
outras agradeço a sua existência!
(...)

Brain disse...

E depois...
Há os outros!

Os que não se queixam,
Não esperam,
Não ajustam!

Geram os seus próprios ventos,
Traçam as suas próprias rotas,
Tecem as suas próprias velas.

Eu... eu gosto destes que descrevi.
Revejo-me nesta descrição.

:)

Beijo.

as velas ardem ate ao fim disse...

Sempre as velas...

1 bjinho

Luis disse...

Eu sempre achei que alguém teria descrito aquilo que sou, um pessimista com optimismo suficiente para ajustar as velas.

Passa pelos meus cliks, tens lá uma surpresa. Beijo e bom fim de semana.

Também há borboletas no México?

rui disse...

Olá Estranha Pessoa

O mais prático talvez seja fazer um ajuste com um pouco de tudo.

Boa foto.

Abraço realista, mas muito optimista e descarto o pessimismo.

o senhor do mar

Mαğΐα disse...

Há 2 anos não me apetecia fazer login!

Dass, parece que não evolui nada, sinto-me igualzinha!

Nem sei se me deva preocupar ou não!