quarta-feira, 27 de maio de 2009

Lembranças

[Estação do Rossio, Lisboa, Maio de 2009, FF]
Eu sei que é proíbido tirar fotografias lá dentro, mas ops já foi.
Era Novembro.
Não. Era Outubro.
1998.
Sim. Era isso.
Outubro de 1998.
Desassossego desenfriado.
Lisboa.
Doces dezoito anos.
Estação de Santa Apolónia.
Primeiro comboio que apareceu foi naquele que fui.
Cheguei lá acima já de noite.
Vendi um quadro a óleo.
Participei numa turtúlia lá do sítio.
Conheci seres humanos genuínos.
Capazes dos melhores respirares.
Vim para baixo já não me lembro quantos dias depois.
E até hoje guardo essas viagens, aqui bem aqui do lado esquerdo.
Ás vezes tenho saudades desse meu lado traquina.
É.
Hoje deu-me para isto.
..
Até amanhã. Voltem sempre.
E tragam um sorriso.

5 comentários:

Mαğΐα disse...

às vezes tenho saudades desse meu lado traquina.

Esta coisa da nostalgia tramou-me!

Não devia ter vindo aqui!!!


FUIIIIII...

lampâda mervelha disse...

Traquinemos!

Mαğΐα disse...

Não gosto daquele lixo que está na linha!
Descarrila-me os sentires!!!

Corvo Negro disse...

Olá bom diaaaa...

Ora aqui descarrego um sorriso repleto (de nostalgia).
Que te continue a dar para isso e muito mais.




kiss whispered

Professorinha disse...

As fotografias das estãções de comboios dão-me sempre a sensação de saudade... apesar de raramente as usar...