terça-feira, 8 de abril de 2008

Esconderi(g)os

[Sevilha, Setembro de 2007, FF]

Estamos sempre à espera do Amanhã.

Estamos sempre à espera que no dia depois de hoje, o Sol seja mais quente.

A chuva mais arrepiante.

E o vento mais forte.

Cortinas. Fechamos as nossas cortinas à espera da tal temperatura.

Cortinas, são defesas.

Que no fundo não nos defendem de nada.

O amanhã pode nem chegar.

E a tal temperatura pode estar mesmo ali ao lado.

Mas, o ser humano é ridículo e nunca sabe da meteorologia.

Da sua meteorogia.

E fica sentado de cortinas fechadas.

A olhar as janelas vizinhas.

4 comentários:

rui disse...

Olá Estranha Pessoa

Adorei a imagem. E as palavras, lindas.


Grande abraço

Brain disse...

E ficam sentados,
De cortinas fechadas,
Olhando as janelas fechadas,
E,
De mãos vazias de sentires.

Como sempre,
Muito TU!

Aquele Beijo.

miguel disse...

Olá - belas imagens - belos passeios ;) estive a falar com a tatoia - está contigo o livro do "...Queijo?"
miguel f.

melgadoporto disse...

Afinal quem tem receio do “desconhecido”?
Já não estou a entender!
Ou o restaurante era manhoso :-) …