segunda-feira, 9 de julho de 2007

[Lagoa de Óbidos, 2007, FF]

Existem caminhos que mais cedo ou mais tarde acabam em partículas.
Dias em que é preciso ir para novos portos.
Em busca de novos olhares...
Passadeiras de sentires!

4 comentários:

Brain disse...

Existem caminhos,
Que passando pelo mais interior de nós,
Nos atiram no final,
Para a ravina do nosso ser.

Na continuação desta,
Existem diversos outros.

Temos de optar,
Temos de saber escolher,
Mas sobretudo,
Acima de tudo,
Ter a coragem de optar,
Ter a coragem de o percorrer.

Como sempre,
Pleno!

Adorei!

Beijo.

rui disse...

Olá Estranha Pessoa
Existem sítios, lugares que só de os observar, perdemos a palavra, não conseguimos articular nenhum som.
Este é um desses locais em que eu não me importaria de ficar para ali, só a sentir.
Adorei a foto.

Abraço do senhor do mar

as velas ardem ate ao fim disse...

Passadeiras de sentires!

E como já fui feliz na Foz do Arelho...

Fica bem.

Teresa Duraes disse...

e deles fica a memória