sábado, 29 de março de 2008

Povo... Almas Vivas!

[Praça da Fruta, Caldas da Rainha, FF]

"A arte de um povo é a sua alma viva, o seu pensamento, a sua língua no significado mais alto da palavra; quando atinge a sua expressão plena, torna-se património de toda a humanidade, quase mais do que a ciência, justamente porque a arte é a alma falante e pensante do homem, e a alma não morre, mas sobrevive à existência física do corpo e do povo."

Fonte: "Discurso para a inauguração, em Moscovo, do monumento a Pushkin" por Ivan Turgueniev

2 comentários:

bettips disse...

...e que saudades, deus meu...desses caminhos que não passam pelo intelecto! essa máscara de riso contido, esse olhar ao rasar das gentes e das ervas...
Bem chegada, esperamos-te com as tuas palomas
(não há nada que um tipo fixe não conserte, neste caso o filho querido! No teu...haja saúde para o conservar, o tipo fixe!)
Bjinhos

José Miguel Gomes disse...

Rezemos para que pseudo autoridades não se lembrem de regularizar a nossa alma de povo.

Fica bem,
Miguel